SITE DEDICADO AO MUNDO DO MODELISMO ESTÁTICO & MILITARIA

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

Rating: 4.1/5 (3716 votos)

ONLINE
2




Partilhe esta Página



 

 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


AJUDE A MANTER ESTE PROJETO

Donativos

 




Total de visitas: 486628
P&H - Bell P-39 Airacobra
P&H - Bell P-39 Airacobra

 

 

Bell P-39 Airacobra

 
- Avião caça-bombardeiro - E.U.A. (1941) -

Resumo Histórico Especificações Versões & Variantes Principais Utilizadores Historial Galeria Videos Profiles Fontes
Descrição Gerais
                   

  Bell P-39 Airacobra  

Link original: The original uploader was Signaleer at English Wikipedia., Public domain, via Wikimedia Commons

     

RESUMO HISTÓRICO


O Bell P-39 Airacobra foi um avião caça-bombardeiro monomotor, de asa baixa, usado nos E.U.A. como avião de caça, mas sem grande sucesso devido a diversas falhas e défices de potência. Ainda assim, era um dos principais caças americanos em serviço quando os Estados Unidos entraram na 2ª Guerra Mundial.

Desenvolvido pela Bell Aircraft, o P-39 possuía um design incomum, com o motor instalado no centro da fuselagem, atrás do piloto, que acionava uma hélice tratora com eixo longo. Foi também o primeiro avião de caça equipado com um trem de aterragem triciclo. Embora o posicionamento do motor central fosse inovador, o desempenho do P-39 foi prejudicado pela ausência de um turbocompressor eficiente, impedindo-o de realizar missões em alta altitude. Por esta razão, foi rejeitado pela R.A.F. para uso na Europa Ocidental, mas foi adotado pela URSS, onde a maioria dos combates aéreos ocorriam em altitudes médias e baixas.

Até agosto de 1944 foram fabricados 9 588 Airacobras, dos quais 4 733 (cerca de metade) foram fornecidos à URSS, onde eram bastante apreciados como avião de combate contra alvos terrestres.

O P-39 Airacobra deu origem ao P-63 Kingcobra e acabaram por ser uns dos aviões de asa fixa de maior sucesso fabricados pela Bell.

 

  Designação do aparelho  

Esquema B&W: Kaboldy, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons


ESPECIFICAÇÕES


DESCRIÇÃO

País de origem Fabricante
E.U.A. Bell Aircraft Corporation
Tipologia de missão / Função
Avião caça-bombardeiro / Ataque ao solo
Projeto antecedente Desenvolvido em
  Bell P-63 Kingcobra
voo Introduzido
6 de abril de 1938 1941
Período de produção Aposentado
1940 - maio de 1944  
Design Quantidade produzida
  9 588 aparelhos
Custo unitário Variantes
US$50,666 em 1944  
Período histórico
2ª Guerra Mundial

CARACTERÍSTICAS GERAIS - P-39 Q

Comprimento Envergadura Altura Superfície alar
9,2 m (30,2 ft)  10,4 m (34,1 ft) 3,8 m (12,5 ft) 19,8 m² (213 ft²)
Peso vazio Peso carregado Peso máximo à descolagem Teto máximo
2 425 kg (5 350 lb)  Kg 3 800 kg (8 380 lb) 10 700 m (35 100 ft)
Velocidade Máxima (Vno) Velocidade de cruzeiro Autonomia bélica Autonomia (MTOW)
605 km/h (326 kn)  Km/h  Km 840 km (522 mi)
Regime de subida Carga alar Potência/Peso Alongamento
19 m/s Kg/m2 W/Kg 5.5
Tripulação
1
Motorização
1 motor a pistão V12 Allison V-1710-85 refrigerado líquido com uma potência de 1 200 hp (895 kW)
Hélices
 
Armamento / Carga bélica
Metralhadoras / Canhões
1 canhão M4 de 37 mm (1,46 in) no nariz
2 metralhadoras M2 Browning sincronizadas de 12,7 mm (0,500 in)
4 metralhadoras Browning M1919 de 7,62 mm (0,300 in)
Foguetes / Misseis / Bombas
Até 230 kg (507 lb) de bombas por baixo das asas

 

 

 


VARIANTES E VERSÕES


Designação do aparelho (Variante/Versão)
- Tipo de Avião - 
Texto
 

PRINCIPAIS UTILIZADORES


País:  E.U.A.; União Soviética e Reino Unido

HISTORIAL


Inicialmente chamado de Bell P-39 Caribou, a sua designação foi alterada para Bell P-39 Airacobra ainda durante a fase de desenvolvimento do projeto.

Ao contrário do que era norma na época, em que o design dos aviões era baseado nos motores que os equipariam, o Airacobra tinha o seu desenho totalmente criado com base na arma principal, um canhão de 37mm, que ficava localizado no nariz do aparelho. A Bell optou por colocar o canhão no nariz do avião como forma de aumentar a precisão dos disparos e para evitar que o forte coice dos disparos desviasse a mira do piloto.

Assim, quando o Bell P-39 Airacobra surgiu era um projeto inovador já que o motor estava montado atrás do piloto, logo atrás da carlinga, e foi ligado ao eixo da hélice por uma transmissão cardã que passava logo abaixo dos pés do piloto.

A singular posição do motor alterava radicalmente o centro de gravidade do aparelho, o que obrigou a Bell a fazer um trem de aterragem triciclo. Aliás, foi mesmo o primeiro caça da US Army com esse tipo de trem de aterragem.

A cobertura do cockpit também tinha um desenho diferenciado, focado na máxima visibilidade do exterior. Para isso, ao invés de se colocar uma porta corrediça no alto do carlinga, colocou-se uma portinhola lateral à esquerda do cockpit.

Os Airacobra tinham pouca velocidade ascensional e escassa performance em altitude, no entanto, eram um dos caças principais do Exército americano no início da 2ª Guerra Mundial.

Apesar destas limitações, o seu armamento era potente. Para além do canhão de 37mm instalado no nariz, possuía mais duas metralhadoras Browning M2 de 12,7mm colocadas atrás da hélice e quatro metralhadoras Browning 7,62 mm nas asas. Para além disso, podia levar, em casos especiais, uma bomba de 500 libras sob a fuselagem, ou um tanque de combustível descartável para missões de longo alcance.

A favor também dispunha de uma boa blindagem e, assim, os aspetos positivos compensavam a escassa performance em altitude.

Os pilotos aliados não eram grandes fãs do Bell P-39 Airacobra sobretudo porque apesar de a velocidade máxima não ser má, ele era incapaz de superar a agilidade dos Mitsubishi A6M Zero e dos Nakajima Ki-43 Oscar, seus principais inimigos no pacifico. Já os Russos foram grandes entusiastas deste aparelho e aproveitaram-no com êxito em missões de ataque ao solo. Na verdade, a ex-URSS foi o principal utilizador do P-39, com 4778 aviões de um total de 9558 fabricados.

Apesar de todos os problemas, o Exército manteve-os em operação até 1942/1943, principalmente por falta de um substituto capaz. Mesmo com o advento dos caças embarcados classe F (como o Grumman F4F Wildcat, o Vought F4U Corsair e o Grumman F6F Hellcat), o P-39 ainda foi muito usado, principalmente em Guadalcanal.

Ainda apresentava boa performance na escolta de bombardeiros e até obteve alguns sucessos contra os Ki-43 que enfrentava. A partir de 1943, finalmente surgiu um substituto: o caça bimotor Lockheed P-38 Lightning.

 

Aviões de comparável missão, configuração e época

       
       

GALERIA


   

VIDEOS


   

PROFILES


Mk I (P-400)
 
AH651, A&AEE Boscombe Down, 1941   AH601, UF+, Esquadrão da Raf Nº. 601, pilotado pelo Sqn Ldr E. J. Gracie
     
   
AH576, UF+, Esquadrão da RAF Nº. 601, quando foi destacado para Reid & Sigrist Ltd para testes, agosto de 1941    
     
P-39Q
 
P-39Q-5 - 42-20351, Tenente William A. Shomo, 82º TRS, 71º TRG, 5º AF, Dobodura, Nova Guiné, março de 1944   P-39Q-1, 42-19467, 46º FS, 15º FG, 7º AF, atol de Kanton, arquipélago de Phoenix, agosto de 1943
     
 
P-39Q-5, 42-19896, Lt. William W. Gambill, 363rd FS, 357th FG, 8th AF, Oroville CA, EUA, outono de 1943   P-39Q-5, 42-20043, 70º FS, 347º FG, 13º AF, aeródromo de Torokina, Bougainville, Ilhas Salomão, outono de 1943
     

INFORMAÇÃO ADICIONAL / FONTES


 Sites e Blogs
Wikipedia-Pt Wikipedia-Eng
   
 Bibliografia
 Aviões de guerra Aviões-TPM
 Aviões de Guerra Aviões - Tecnologia de ponta e mobilidade

  


 Última atualização da página: 17/06/2021