Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

Rating: 4.0/5 (2367 votos)

ONLINE
1




Partilhe esta Página



 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


  

EXPOSIÇÕES NACIONAIS


OS MEUS KITS

ÚLTIMO TRABALHO REALIZADO


MILITARIA

ÚLTIMO AVIÃO A HÉLICE INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Grumman OV-1 Mohawk

Grumman OV-1 Mohawk

Fieseler Fi 156 Storch

Fieseler Fi 156 Storch

Focke-Wulf Fw 189

Focke-Wulf Fw 189


ÚLTIMO AVIÃO A REATOR INTRODUZIDO/ATUALIZADO 

DFS 228

DFS 228


ÚLTIMO HELICÓPTERO
INTRODUZIDO/ATUALIZADO

AgustaWestland EH-101 Merlin

AgustaWestland EH-101 Merlin


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE LAGARTAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Churchill tank

Churchill tank


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE RODAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Semilagarta M5

Semilagarta M5


 

AJUDE A  MANTER ESTE PROJETODonativos



Total de visitas: 264296
P&H - Messerscmitt Me-262
P&H - Messerscmitt Me-262

Messerscmitt Me-262 (Schwalbe & Sturmvogel)

- Avião de  Caça-Bombardeiro a reação - Alemanha (1944) -

Messerscmitt Me-262-Foto

By USAF museum [Public domain], via Wikimedia Commons


País de origem Fabricante
Alemanha   Messerschmitt AG
Produção total
Projeto antecedente
+/- 1 430 aparelhos (com os produzidos na Checoslováquia)  
1º voo
Período de produção
18 de abril de 1941 (C/ motor a pistão)
18 de julho de 1942 (C/ motor a reação)
1941 - 1945
Introduzido em
Retirado em
Abril de 1944   1945, Alemanha
1951 Tchecoslováquia
Período histórico
Principais utilizadores
2ª Guerra Mundial   Alemanha e Checoslováquia

RESUMO HISTÓRICO


O Messerschmitt Me 262 Schwalbe (Andorinha) foi o primeiro avião de caça a reator a entrar ao serviço operacional no mundo. O primeiro voo, ainda com motor a pistão, ocorreu a 18 de abril de 1941.

Quando apareceu, em plena 2ª Guerra Mundial, estava anos à frente em termos de projeto e desempenho relativamente aos projetos de aviões a reator, como o inglês Gloster Meteor e o americano P-80 Shooting Star, porém, não lhe foi dada a devida prioridade, chegando tarde demais para mudar o curso da guerra. No entanto, os motores a reação, responsáveis pelo seu elevado desempenho, apresentavam pouca fiabilidade e foram os responsáveis por muitas baixas.

As primeiras unidades a utilizarem o Messerschmitt Me 262 operacionalmente foram unidades de bombardeamento. Embora o Me 262 tivesse sido desenvolvido como intercetador, os aviões foram, por ordens diretas de Hitler, modificados para transportar bombas, apresentando resultados bastante questionáveis, sobretudo devido à elevada velocidade de aproximação. Esta alteração do projeto inicial, para além de ter tido resultados práticos bastante questionáveis, veio atrasar de forma irremediável o desenvolvimento do potencial máximo que este avião poderia ter alcançado como intercetor, sobretudo devido à vantagem da sua elevada velocidade em relação aos aviões aliados.

Somente em 1944 foram utilizados na sua função natural de intercetador, tendo abatido 735 aviões aliados, entre caças e bombardeiros. A maioria dos aviões abatidos foram bombardeiros como o Boeing B-17 Flying Fortress e o Handley Page Halifax.

O Messerschmitt Me 262 tornou-se famoso entre os alemães e mesmo entre os aliados, chegando mesmo a ser tão temido quanto o Junkers Ju 87 nas fases iniciais da 2ª Guerra Mundial tal era o pânico que incutia no inimigo. No entanto, em 1945, a maioria dos Me 262 deixaram de poder voar devido à falta de combustível e peças sobresselentes. Assim, a ofensiva de caças a reação, tão temida pelos Aliados, acabou por nunca acontecer.

O Messerschmitt Me 262 tinha uma imponente fuselagem em forma de tubarão, possuía asas cantiléver baixa em forma de flecha e estava equipado com dois motores Junkers Jumo que lhe davam uma velocidade superior a 850km/h. Apesar da velocidade incrível para a época, carecia muito de manobrabilidade. A maioria dos Me 262 derrubados em combate perderam-se em confrontos a baixa velocidade ou quando realizavam curvas.

Os principais oponentes do Me 262 foram os ingleses Hawker Tempest e Hawker Typhoon e o americano P-51 Mustang. Cedo os seus pilotos perceberam que a melhor forma de abater os Me 262 não era enfrentá-lo nos céus, mas persegui-lo e abate-los quando aterrassem já que não dispunham de grande autonomia, logo os aeródromos não estariam longe, e em terra eram alvos fáceis.

Na versão A-1a Schwalbe, o armamento era composto por quatro canhões MK108 de 30mm agrupados no nariz do avião; já na versão A-2a Sturmvogel (Petrel) o armamento consistia em dois canhões Mk 108 de 30mm e duas bombas de 250 kg montadas em racks externos na parte frontal da fuselagem. Ambas as versões também podiam carregar 24 foguetes R4M de 55 mm.

O Me 262 foi precedido pelo intercetador a foguete Me 163 Komet e embora tanto os ingleses como os americanos, no final da 2ª Guerra Mundial, já dispusessem de aviões caça a reação foi preciso esperar pela Guerra da Coreia para se assistir ao primeiro confronto entre aviões a reator.


VARIANTES E VERSÕES


Me 262 A-1a Schwalbe
- Avião de caça - 

 

Alçado Lateral
Alçado Superior Alçado Frontal Alçado Inferior 

 

Tripulação Comprimento Envergadura Altura Superfície alar
10.60 m 12.60 m 3.50 m 21.70 m2
Peso vazio
Peso máximo à descolagem
Velocidade máxima Autonomia Teto máximo
3 795 kg  7 130 kg 900 km/h 1 050 km  11 450 m 
Motorização
  2 turbojatos Junkers Jumo 004 B-1 com 8.8kN (900 kp) de impulso cada
Armamento
4 canhões MK108 de 30mm e  24 foguetes R4M de 55 mm 

RESUMO DA VARIANTE/VERSÃO


Texto justificado

 


PROFILES


   
   

 


INFORMAÇÃO ADICIONAL


 Sites e Blogs
Wikipedia - Pt Wikipedia-Eng    
       
 Bibliografia
Aviões de guerra Aviões-TPM
 Aviões de Guerra Aviões - Tecnologia de ponta e mobilidade Airfix Model World - Issue 81 - 08/2017 Airfix Model World - Issue 96 - 11/2018
   
Airfix Model World - Issue 111 - 02/2020 Model Airplane International - Issue 175 - 02/2020    

 


  


 Última atualização da página: 08/03/2020