SITE DEDICADO AO MUNDO DO MODELISMO ESTÁTICO & MILITARIA

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

Rating: 4.1/5 (3716 votos)

ONLINE
1




Partilhe esta Página



 

 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


AJUDE A MANTER ESTE PROJETO

Donativos

 




Total de visitas: 486613
P&H - AERO L-39 ALBATROS
P&H - AERO L-39 ALBATROS

AERO L-39 Albatros

- Avião de treino / Ataque ligeiro - Checoslováquia (1972) -

Resumo Histórico Especificações Versões & Variantes Principais Utilizadores Historial Galeria Videos Profiles Fontes
Descrição Gerais
                   

AERO L-39 Albatros 

Link original: By NJR ZA [GFDL or CC BY-SA 4.0], from Wikimedia Commons

  Kit_Aero_L_39_01_mini  

RESUMO HISTÓRICO


O Aero L-39 Albatros foi um avião de treino monorreactor e de asa cantilever baixa desenvolvido como sucessor do L-29 Delfin.

Desde o início da produção em série (a partir de 1972) o L-39 Albatros tornou-se no avião padrão de treino militar do Pacto de Varsóvia e de outros estados satélite da União Soviética.

Foram construídos ao todo cerca de 3 mil aparelhos, cujas especificações correspondem às de um avião de caça ligeiro.

 

Designação do aparelho

Esquema B&W: 


ESPECIFICAÇÕES


DESCRIÇÃO

País de origem Fabricante
Checoslováquia  Aero Vodochodny Narodni Podnik
Tipologia de missão / Função
Acião de treino / Caça ligeiro
Projeto antecedente Desenvolvido em
AERO L-29 Delfin Aero L-59 Super Albatros
Aero L-159 Alca
voo Introduzido
4 de novembro de 1968 28 de março de 1972
Período de produção Aposentado
1971 - 1999  
Design Quantidade produzida
  +/- 2800 aparelhos
Custo unitário  
   
Período histórico
 

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Tripulação Comprimento Envergadura Altura
2 12,13 m (39,8 ft) 9,46 m (31,0 ft)   4,77 m (15,6 ft)
Superfície alar Peso vazio Peso máximo à descolagem Teto máximo
  18,8 m² (202 ft²) 3,455 kg (7,62 lb) 4,700 kg (10,4 lb) 11,000 m (36,1 ft)
Velocidade Máxima (Vno) Velocidade de cruzeiro Autonomia bélica Autonomia (MTOW)
750 km/h (405 kn)  Km/h  Km 1 750 km (1,09 mi) / 3.50 h(s)
Regime de subida Carga alar Potência/Peso Alongamento
21 m/s Kg/m2 W/Kg 4.8
Motorização
  1 turbofan Ivchenko AI-25TL com uma potência de 22,62 hp (16,9 kW)
Armamento / Carga bélica
Metralhadoras / Canhões
1 canhão de dois canos Gryazev-Shipunov de 23 mm
Misseis / Bombas
Até 1815 kg em armamento em 6 estações sob as asas

VARIANTES E VERSÕES


L-39 C
- Avião de treino / Ataque ligeiro

O Aero L-39 Albatros é um avião de treino avançado, desenvolvido pela antiga Checoslováquia durante a década de 1970.

Até 2018, mais de 2800 L-39s foram construídos para mais de trinta países pelo mundo. O Albatros é o jato de combate mais usado atualmente. Além de servir como avião para treino de pilotos, também é usado em missões de combate ligeiro, uma vez que as suas especificações correspondem, basicamente, às de um avião de caça ligeiro.

Uma curiosidade, sobretudo tendo em conta o número elevado de aparelhos fabricados, é que nunca recebeu um nome de código atribuído pela NATO.

 
L-139 Albatros / L-59 Super Albatros e L-159 Alca
- Tipo de aparelho -

Com o fim da União Soviética, a empresa Aero Vodochody perdeu o seu principal cliente e por isso, no início dos anos 90, começou a trabalhar num programa de modernização do L-39, com a inclusão de um novo motor Allied Signal TFE731 e um novo sistema de navegação digital europeu e norte-americano na intenção de cativar novos clientes, a que denominou L-139. No entanto, esta versão não conseguiu angariar interesse nos países em que foi apresentada. Mas a Aero Vodochody não desistiu e desenvolveu uma nova plataforma que denominou L-59 e outra ainda mais melhorada que denominou L-159. Mas isso é outra história… Para saber mais sobre o avião Aero L-159 siga a ligação.

 
Outras versões

A primeira alteração ao desenho básico do Aero L-39 Albatros ocorreu em 1972, com o protótipo L-39V para reboque de alvos. Essa versão estava equipada com um guincho para rebocar alvos e tinha apenas um assento.

O Aero L-39 Z0 (Zbrojni = armado) tinha asas reforçadas com quatro pontos para fixação e instalação de armamento adicional. Foram produzidos 347 exemplares (181 para a Líbia, 59 para o Iraque, 55 para a Síria e 52 para a Republica Democrática Alemã).

O L-39 ZA era uma versão de ataque e reconhecimento, adaptada para a utilização de sistemas ocidentais de navegação. Foram produzidos 248 exemplares (44 para a Síria, 40 para a Tailândia, 36 para a Bulgária, 32 para a Roménia, 32 para o Afeganistão, 30 para a Checoslováquia, 24 para a Nigéria e 8 para o Bangladesh).

 

PRINCIPAIS UTILIZADORES


País:  Checoslováquia, União Soviética, Republica Democrática Alemã

HISTORIAL


O Aero L-39 Albatros é um avião a jacto de dois lugares para treino básico e avançado, produzido pela empresa checa Aero Vodochodny Narodni Podnik. Foi concebido no final da década de 1960 para substituir o Aero L-29 Delfin como avião padrão para treino nos países do Pacto de Varsóvia uma vez que começava a ser necessário um novo aparelho que pudesse incorporar os novos desenvolvimentos da indústria aeronáutica e proporcionar a adequada formação para os pilotos que iriam pilotar os novos aviões que, entretanto, iam aparecendo.

O desenvolvimento deste aparelho era fulcral para que a Aero Vodochody pudesse continuar a contar com uma posição vantajosa dentro dos países do Pacto de Varsóvia no que diz respeito à conceção e construção de aviões, isto porque, embora com o Aero L-29 a Aero Vodochody tivesse assegurado a vitória no concurso entre os vários modelos apresentados por outras empresas pertencentes ao Pacto de Varsóvia, nomeadamente o Polaco PZL-Mielec TS-11 Iskra e o Russo Yakovlev Yak-30, essa vantagem poderia desaparecer rapidamente assim que o fornecimento de todos os contratos estivesse concluído, tanto mais que no mercado já havia alternativas bastante interessantes, mesmo de aviões ocidentais.

Das principais alterações introduzidas no L-39 relativamente ao L-29, destaca-se o novo motor, um turborreactor de duplo fluxo Ivchyenko AI-25TL com mais do dobro da potência relativamente ao L-29 (1720 kg), permitindo-lhe atingir uma velocidade máxima de 780 km/h aos 6.000 metros de altitude. O seu teto de serviço é de 11.500 metros e o alcance médio de 1.100 km. Outra característica importante do Aero L-39 Albatros tem a ver com a facilidade de manutenção. Para isso foi criado com uma estrutura modular, desmontável em três partes, a asa, a fuselagem dianteira e central e a fuselagem posterior, esta última construída numa peça única para facilitar o acesso ao motor.

A fuselagem é totalmente metálica à exceção do cone do nariz que é em fibra de vidro. Logo atrás situa-se o habitáculo para a tripulação. A secção central do aparelho é ocupada pelo motor, os tanques de combustível e as entradas de ar. A parte traseira da fuselagem contém os estabilizadores da deriva e liga-se ao resto do avião apenas por cinco parafusos, o que permite uma remoção rápida para troca do motor ou para manutenção.

O desenho do Aero L-39 Albatros tem algumas características contraditórias. Por um lado as linhas esbeltas e a deriva enflechada sugerem um avião supersónico, mas as asas retas, tipo prancha, são características de um aparelho subsónico. A principal razão disso é que o L-39 servia para o treino de pilotos para qualquer tipo de avião militar que pertencesse ao Pacto de Varsóvia, fosse ele supersónico ou subsónico.

Aero L-39 Albatros realizou o primeiro voo a 4 de novembro de 1968. Ao protótipo seguiram-se mais dez aeronaves de pré-série. Os primeiros aviões entraram ao serviço da força aérea Checoslovaca, em 1972, sob a designação L-39C. Foi igualmente escolhido como avião de treino pelas forças aéreas da Republica Democrática Alemã e da União Soviética. Este último país foi mais uma vez o maior cliente, tendo adquirido 2.080 dos 2.267 aparelhos construídos da versão base (cerca de 91.8%) e 71% da totalidade das versões produzidas.

O Aero L-39 Albatros ainda hoje é utilizado como avião de treino em diversos países, mas também ele já começou a ser substituído nessas funções por aparelhos mais modernos. Depois de retirados todos os equipamentos militares, alguns destes aviões foram vendidos para colecionadores de todo o mundo e é também frequente vê-los ao serviço de privados em festivais aéreos, tanto na Europa como na América.

 

Aviões de comparável missão, configuração e época

       
       

GALERIA


   

VIDEOS


   

PROFILES


   

INFORMAÇÃO ADICIONAL / FONTES


 Sites e Blogs
Wikipedia-Pt      
       
 Bibliografia
Aviões de guerra Aviões-TPM M.A.I. - ISSUE 04 - November 2005
 Aviões de Guerra Aviões - Tecnologia de ponta e mobilidade Airfix Model World - Issue 95 - 10/2018 Model Airplane International - Issue 04 - 11/2005

  


 Última atualização da página: 10/12/2020