Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

Rating: 4.0/5 (2367 votos)

ONLINE
2




Partilhe esta Página



 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


  

EXPOSIÇÕES NACIONAIS


OS MEUS KITS

ÚLTIMO TRABALHO REALIZADO


MILITARIA

ÚLTIMO AVIÃO A HÉLICE INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Grumman OV-1 Mohawk

Grumman OV-1 Mohawk

Fieseler Fi 156 Storch

Fieseler Fi 156 Storch

Focke-Wulf Fw 189

Focke-Wulf Fw 189


ÚLTIMO AVIÃO A REATOR INTRODUZIDO/ATUALIZADO 

DFS 228

DFS 228


ÚLTIMO HELICÓPTERO
INTRODUZIDO/ATUALIZADO

AgustaWestland EH-101 Merlin

AgustaWestland EH-101 Merlin


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE LAGARTAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Churchill tank

Churchill tank


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE RODAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Semilagarta M5

Semilagarta M5


 

AJUDE A  MANTER ESTE PROJETODonativos



Total de visitas: 264242
P&H - Transall C-160
P&H - Transall C-160

Transall C-160

- Avião militar de transporte - Alemanha e França (1967) -

Resumo Histórico Especificações Variantes/ versões Principais Utilizadores Historial Galeria Videos Profiles Fontes
Descrição Gerais
                   

Transall C-160 

Link original: By bomberpilot [CC BY-SA 2.0 ], via Wikimedia Commons


RESUMO HISTÓRICO


O Transall C-160, também conhecido simplesmente por C-160, é um avião de transporte militar bimotor de asa alta e uma porta de carga na parte traseira da fuselagem, desenvolvido no âmbito de um projeto conjunto franco-alemão para as forças aéreas dos dois países.

Designação do aparelho

Esquema B&W


ESPECIFICAÇÕES


DESCRIÇÃO

País de origem Tipologia de missão / Função
França e Alemanha  
Design Fabricante
  França - Nord Aviation
Alemanha - Weser Flugzeugbau e Hamburger Flugzeugbaug
Projeto antecedente 1º voo
  25 de fevereiro de 1963
Período de produção Quantidade produzida
1965 - 1985 214 aparelhos
Introduzido em Retirado em
1967  
Custo unitário Período histórico
  Guerra do Golfo

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Tripulação Comprimento Envergadura Altura
3 32.40 m 40.00 m 11.60 m
Superfície alar Peso vazio Peso máximo à descolagem Teto máximo
160 m2 29 000 Kg 51 000 Kg  
Velocidade Máxima (Vno) Autonomia Autonomia máxima Regime de subida
510 Km  Km  Km  m/s
Carga alar Potência/Peso    
Kg/m2 W/Kg    
Motorização
2 motores Rolls-Royce Tyne RTy.20 Mk 22com 5740 cv cada (4222kW)
Hélices
 
Armamento / Carga bélica
Desarmado

VARIANTES E VERSÕES


C-160D
A designação C-160D corresponde aos 110 aviões construídos para a Força Aérea Alemã.
C-160F
A designação C-160F corresponde aos 50 aviões construídos para a Força Aérea Francesa.
C-160P
A Air France opera quatro aviões Transall para transporte de correio aéreo civil. Estes aparelhos foram convertidos a partir de aviões C-160F.
C-160NG

Em 1977, a Força Aérea Francesa solicitou uma versão atualizada dos seus aviões Transall. Essa versão melhorada foi designada de C-160NG (NG = "Nouvelle Génération"; "Nova Geração").

Os aviões começaram a ser entregues a partir de 1981. Esses aparelhos foram equipados com aviónicos atualizados, mas a diferença mais visível foi talvez a eliminação da porta de carga do lado esquerdo. Alguns deles ganharam novas designações.

Cerca de 15 aviões foram configurados em aviões-tanque para reabastecimento aéreo. Esses aparelhos dispunham de tanques de combustível adicionais na seção central da asa. Podiam assim transportar 28000 litros de combustível ao invés dos 19000 litros dos C-160F originais. Para poderem reabastecer em voo outros aviões também foram equipados com uma sonda de reabastecimento.

- 4 aviões foram configurados como C-160H TACAMO, para comunicação com submarinos nucleares franceses submersos. Estes aviões estiveram operacionais até o início dos anos 2000.2 aviões foram convertidos para SIGINT, ou seja, aviões de vigilância eletrónica e designados como C-160G Gabriel. Estes aviões são facilmente reconhecíveis pela quantidade de antenas instaladas na fuselagem. Estes aparelhos substituíram o Noratlas que serviu anteriormente nessa missão. Embora ainda recentemente ao serviço, os C-160G participaram da Primeira Guerra do Golfo, em 1991.

- 6 aviões C-160NG foram construídos para a Indonésia

C-160R

Entre os anos 1994 e 1999, todos os C-160 franceses sofreram uma nova modernização da aviónica e a adição de novas contramedidas antimíssil. Os Transall C-160F que sofreram esta atualização foram designados como C-160R Renove ("Renovados").

Também os aviões da Força Aérea Alemã sofreram os mesmos processos de atualização realizados pela BAE Systems.

C-160T
A designação C-160T corresponde aos 20 aviões utilizados pela Força Aérea Turca. Esses aviões foram comprados em 1971 à Alemanha.
C-160Z
A designação C-160Z corresponde aos 9 aviões utilizados pela Força Aérea Sul-Africana. Esses aviões foram entregues entre 1969 e 1970 porém já nenhum se encontra ao serviço.

PRINCIPAIS UTILIZADORES


País:  Alemanha, França, África do Sul, Turquia e Indonésia

HISTORIAL


 

O Transall C-160, também conhecido simplesmente por C-160, é um avião de transporte militar bimotor de asa alta e uma porta de carga na parte traseira da fuselagem, desenvolvido no âmbito de um projeto conjunto franco-alemão para as forças aéreas dos dois países.

O projeto para o desenvolvimento do Transall C-160 foi assinado, em 1957, pela França e pela Alemanha. A Itália ainda participou nas negociações iniciais mas abandonou o projeto em detrimento de um projeto próprio.

Em 1959 é criado o consórcio Transporter Allianz (Transall) entre a empresa francesa Nord Aviation e as empresas alemãs Weser Flugzeugbau e Hamburger Flugzeugbaug.

Os requisitos iniciais pedidos para o novo avião eram bastante exigentes. Ele teria que ter a capacidade de transportar 16 toneladas de carga até uma distância de 1720 km ou 8 toneladas até aos 4540 km. Além disso, teria que ter a capacidade de operar em pistas de aterragem semi-preparadas.

O C-160 foi originalmente concebido para substituir os antigos aviões de transporte Nord Noratlas da Força Aérea Francesa e Alemã e as suas dimensões ficavam entre o avião de transporte italiano Aeritalia G.222 (menor) e o americano C-130 Hercules (maior).

O C-160 foi projetado para realizar missões de transporte de cargas, mas também de tropas e de evacuação médica. Durante os mais de 50 anos de serviço, o C-160 acabou por fornecer suporte logístico para diversas tipologias de operações/missões já que mostrou grande versatilidade, acabando por ter também funções especializadas, como inteligência eletrónica, plataforma de comunicação e aviões-tanque para reabastecimento aéreo.

Foram construídos três protótipos que voaram em 1963 (o voo inaugural realizou-se a 25 de fevereiro de 1963). A estes seguiram-se aviões de pré-produção, em 1965, e aviões de produção em 1967, ano em que entrou ao serviço.

O Transall C-160 está equipado com dois motores turbo-hélice Rolls Royce Tyne Mk 22 desenvolvendo cada um deles 5740 cv que impulsionam hélices de quatro pás. A configuração bimotor permite um design mais simplificado, um menor peso e um menor consumo de combustível.

O Transall C-160 tem uma tripulação constituída por três elementos (dois pilotos e um engenheiro de voo) e pode transportar 93 soldados ou entre 61 e 88 paraquedistas equipados. Alternativamente, pode transportar 62 macas.

O Transall cumpre com os requisitos iniciais pois tem a capacidade de transportar uma carga de 16 toneladas até uma distância de 1850 km ou uma carga de 8,5 toneladas até uma distância de 5000 km. Em termos comparativos, a capacidade de carga útil do Transall C-160 é bastante semelhante à do avião de transporte tático americano Lockheed Martin C-130 Hercules. No entanto, o Hércules de quatro motores, tem uma velocidade máxima superior e um alcance muito maior.

Entre as cargas que pode transportar inclui-se veículos sobre rodas ou lagartas, peças de artilharia ligeira ou de calibre médio e paletes padrão com a mais diversa tipologia de carga.

O Transall pode operar a partir de pistas de aterragem muito curtas já que necessita somente de 400 metros para aterrar e 700 metros para levantar voo. Também pode operar em pistas semi-preparadas (mas eventualmente mais próximas da linha de frente), mas aí necessita de uma maior distância para aterrar e levantar voo.

Originalmente, o Transall C-160 destinava-se unicamente às Forças Aéreas da França e da Alemanha. No entanto, acabou por ser também adquirido pela África do Sul, Indonésia e Turquia. Ao todo foram construídas 214 unidades.

A Força Aérea Francesa adquiriu 50 aviões que foram designados de C-160F e a Força Aérea Alemã adquiriu 110 aviões que foram designados de C-160D. A maioria dos aviões operados pelas Forças aéreas da África do Sul, Indonésia e Turquia não foram construídos de origem para a exportação, mas sim “dispensados” pelas Forças Aéreas Francesas e Alemãs.

Durante sua vida operacional, os aviões Transall foram constantemente atualizados. As modificações incluíram novos sistemas de navegação e controle de voo, piloto automático, proteções de Kevlar, sistema de alerta de aproximação de mísseis, distribuidores de chaff / flare, sistema de autoproteção de guerra eletrónica, entre outros…

O Transall C-160 acabou por ter uma vida operacional muito mais longa do que o inicialmente previsto e apesar de todas as atualizações/modernizações que teve, todos os aviões começaram a atingir o fim de sua vida útil operacional a partir de 2008. O seu substituto foi o Airbus A400M construído pelo consórcio europeu EADS.


GALERIA


   

VIDEOS


   

PROFILES


   

INFORMAÇÃO ADICIONAL / FONTES


 Sites e Blogs
Wikipedia-Pt Wikipedia-Eng Veículos e armamentos militares
     
 Bibliografia
 Aviões-TPM    
Aviões - Tecnologia de ponta e mobilidade    

  


 Última atualização da página: 07/01/2020