Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

Rating: 4.0/5 (2618 votos)

ONLINE
2




Partilhe esta Página



 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


  

EXPOSIÇÕES NACIONAIS


OS MEUS KITS

ÚLTIMOS TRABALHOS REALIZADOS

Jeep_Willys


MILITARIA

ÚLTIMO AVIÃO A HÉLICE INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Curtiss F9C Sparrowhawk

Curtiss F9C Sparrowhawk

Curtiss P-40 Warhawk

Curtiss P-40 Warhawk

Airco DH.1

Airco DH.1

Airco DH.2

Airco DH.2

Dornier Do 335 Pfeil

Dornier Do 335 Pfeil


ÚLTIMO AVIÃO A REATOR INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Convair F-106 Delta Dart

Convair F-106 Delta Dart

Dassault Super Etendard

Dassault Super Etendard

Dassault Rafale

Dassault Rafale

Dassault/Dornier Alpha-Jet

Dassault/Dornier Alpha-Jet


ÚLTIMO HELICÓPTERO
INTRODUZIDO/ATUALIZADO

AgustaWestland EH-101 Merlin

AgustaWestland EH-101 Merlin


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE LAGARTAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Churchill tank

Churchill tank


ÚLTIMO VEÍCULO SOBRE RODAS INTRODUZIDO/ATUALIZADO

Semilagarta M5

Semilagarta M5


 

AJUDE A  MANTER ESTE PROJETODonativos



Total de visitas: 309863
P&H - MCDONNELL DOUGLAS F-15 EAGLE
P&H - MCDONNELL DOUGLAS F-15 EAGLE

McDonnell Douglas F-15 Eagle

- Avião de caça multifunções / caça de superioridade aérea - E.U.A (1976) -

Resumo Histórico Especificações Versões & Variantes Principais Utilizadores Historial Galeria Videos Profiles Fontes
Descrição Gerais
                   

McDonnell Douglas F-15 Eagle 

Link original: By U.S. Air Force photo/Staff Sgt. Samuel Rogers ([1], [2]) [Public domain], via Wikimedia Commons


RESUMO HISTÓRICO


O McDonnell Douglas F-15 Eagle é um avião de caça birreactor, de asa média com empenagem dupla, concebido sobretudo como caça de superioridade aérea.

Graças à eletrónica moderna a tripulação do F-15 pode detetar, perseguir e combater aviões inimigos no espaço aéreo próprio (ou no do inimigo). A par disso, o armamento disponível (bombas voadoras, cluster bombs, mísseis guiados por laser e outros) permite o uso como caça-bombardeiro. Até mesmo um foguete antissatélite de dois estágios foi já lançado de um Eagle.

 

Designação do aparelho

Esquema B&W


ESPECIFICAÇÕES


DESCRIÇÃO

País de origem Fabricante
E.U.A. McDonnell Douglas
Boeing Defense, Space & Security
Tipologia de missão / Função
Avião de caça multifunções e caça de superioridade aére
Projeto antecedente Desenvolvido em
   
voo Introduzido
27 de julho de 1972 9 de janeiro de 1976
Período de produção Aposentado
1976 -   
Design Quantidade produzida
  1 198 aparelhos
Custo unitário  
   
Período histórico
Guerra do Golfo

CARACTERÍSTICAS GERAIS - F-15C

Tripulação Comprimento Envergadura Altura
F-15A - 2
F-15C - 1
F-15A - 11.23 m
F-15C - 19.43 m
F-15A - 16.68 m
F-15C - 13.05 m
F-15C - 5.63 m
Superfície alar Peso vazio Peso máximo à descolagem Teto máximo
F-15C - 56.5 m2 F-15C - 12 700 kg F-15A - 25 000 Kg
F-15C - 30 845 kg
F-15A - 20 400 m
F-15C - 20 000 m
Velocidade Máxima (Vno) Velocidade de cruzeiro Autonomia Autonomia máxima
F-15A - 2 655 km/h
F-15C - 2 665 km/h
 Km/h  Km F-15A - 4 500 km
F-15C - 1 967 km
Regime de subida Carga alar Potência/Peso Alongamento
 m/s Kg/m2 W/Kg  
Motorização
F-15A - 2 turbofans Pratt & Whitney F100-PW-100, com 112,1 kN (11 430 kp) de impulso com pós-combustão cada
F-15C - 2 turbofans Pratt & Whitney F100-100 ou PW F100-200 com 10 781 kgf (106 000 N) cada
Armamento / Carga bélica
F-15A - 1 canhão Gatling de 20 mm, 8 mísseis (4 Sidewinder, 4 Sparrow ou 8 AIM-120 AMRAAM) no exterior
F-15C - 1 canhão M61 Vulcan de 20 mm (0,79 in); vários tipos de misseis e bombas

VARIANTES E VERSÕES


F-15C
- Avião de caça multifunções / caça de superioridade aérea - 

Esta versão melhorada do  McDonnell Douglas F-15 Eagle estava preparada para operar em todos os tipos condições atmosféricas.

Entre os anos 1979 e 1985 foram produzidas 483 unidades. Os últimos aparelhos a serem construídos foram equipados com o radar AN / APG-70 e posteriormente com o radar AN / APG-63 (V) 1.

 

PRINCIPAIS UTILIZADORES


País:  Resumo

HISTORIAL


O McDonnell Douglas F-15 Eagle é um caça tático altamente manobrável que pode operar sob todas as condições atmosféricas; O seu projeto foi encomendado pela Força Aérea dos EUA e destinava-se à construção de um caça que superasse o mítico MIG-25 da então União Soviética e fosse ainda mais rápido que o McDonnell Douglas F-4 Phantom II.

A superioridade do Eagle é conseguida na destreza e aceleração, alcance, armamento e aviónica. O F-15 dispõe de sistemas eletrónicos e armamento para detetar, focar, perseguir e atacar aviões inimigos quer em espaço aéreo aliado ou inimigo. Os sistemas de armamento e controle de voo foram desenhados para que uma única pessoa possa realizar combate ar-ar com segurança e eficácia.

Qualquer piloto se sente realizado ao manobrar este aparelho.

A aceleração e agilidade do F-15 são conseguidas através de dois motores de elevada potência e reduzida carga alar, fatores vitais na capacidade de manobra, permitindo elevada velocidade ascensional, alto teto operacional e capacidade superlativa de manutenção de curva sustentada, características favoráveis em combate em altas e médias altitudes.

O sistema aviónico multi-missão inclui um HUD (Head Up Display) que projeta ao nível dos olhos informações de voo, navegação, aproximação, além de informações sintetizadas do radar e IFF. Conta ainda com sistema de navegação inercial, instrumentos de voo, comunicações em VHF e UHF, sistema de combate tático e sistema de aterragem por instrumentos. Também comporta um sistema de combate tático eletrónico, montado internamente, e um conjunto de contra medidas eletrónicas e computador central.

O versátil sistema de radar de pulso Doppler permite a deteção de alvos a altitudes superiores e inferiores ao avião, sem a confusão observada pela paisagem. Consegue detetar e perseguir aviões e alvos de pequenas dimensões a grande velocidade, a distâncias além do alcance visual e a altitudes pouco superiores ao nível das árvores. O radar alimenta o computador central com informações sobre o alvo para uma escolha eficaz do armamento. Para lutas frente a frente, de curto alcance, o radar foca automaticamente o avião inimigo, sendo esta informação projetada no HUD. O sistema de guerra eletrónica do F-15 dispõe de aviso contra ameaças e contra medidas automáticas contra ameaças. Devido à velocidade ascensional e teto operacional encontrados no F-15, o avião foi batizado de “Nave de guerra das estrelas” por ter sido cogitado como plataforma secundária de armas para o programa Star Wars, (conhecido oficialmente como Strategic Defense Iniciative, durante o governo de Ronald Reagan.

A versatilidade do F-15 permite-lhe também carregar uma vasta variedade de armas ar ar. O sistema bélico automatizado permite ao piloto realizar combates aéreos com segurança e eficácia, usando o HUD, a aviónica e os controlos do armamento localizados quer na manete do motor ou do controlador de navegação. Sempre que o piloto alterne entre sistemas de armamento será automaticamente visualizado no HUD o respetivo sistema de armas e solução de tiro.

O Eagle pode ser armado com combinações de quatro armas ar ar: mísseis AIM-7F/M Sparrow, mísseis ar ar AIM-120 AMRAAM avançados de alcance médio nos cantos inferiores da fuselagem, mísseis AIM-9L/M Sidewinter ou AIM-120 em dois suportes nas asas, e uma metralhadora.

ALGUMAS MISSÕES

Durante a primeira guerra do Golfo os F-15 superiorizaram-se aos aviões iraquianos sendo responsáveis pela eliminação de grande número de alvos do inimigo destruídos pelas forças da coligação multinacional.

Nesta guerra os Eagle foram os reis dos céus no Kuwait e no Iraque.

Em Israel os Eagles abateram quatro Mig sírios em 1977 e, em 1981, fizeram a cobertura ao ataque à central atómica iraquiana de Osirak e destruíram grande número de aviões sírios na operação “Paz na Galileia”, no Líbano, em 1982; em 1984 evitaram a violação das fronteiras da Arábia Saudita, tentada pelos iranianos que perderam dois F-4 Phantom.

VERSÕES

A versão A/B foi produzida até junho de 1979, dando então lugar à produção da versão C/D, sendo a versão C monolugar e a D bi-lugar, equipadas com motores mais potentes e sistemas de superior qualidade. As foças aéreas dos Estados Unidos, de Israel e da Arábia Saudita foram equipadas com este modelo.

A versão F-15E destina-se a ataques de longa distância, tendo a força aérea dos EUA preferido este modelo pela sua maior capacidade de transportar armas.


GALERIA


   

VIDEOS


   

PROFILES


   

INFORMAÇÃO ADICIONAL / FONTES


 

 Sites e Blogs
Wikipedia-Pt Wikipedia-Eng
   
 Bibliografia
 Aviões de guerra Aviões-TPM
 Aviões de Guerra Aviões - Tecnologia de ponta e mobilidade

  


 Última atualização da página: 26/10/2020