Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

Rating: 4.1/5 (2856 votos)

ONLINE
3




Partilhe esta Página



 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


AJUDE A MANTER ESTE PROJETO

Donativos


click here


Total de visitas: 353573
5 - Lavagem
5 - Lavagem

5ª Parte - A LAVAGEM DAS PEÇAS

 

 

Nesta página será analisado tudo o que tem a ver com a lavagem dos sprues


Porquê lavar os sprues?

A lavagem dos sprues não é um passo obrigatório e de facto só muito raramente isso é lido/aconselhado como necessário nos manuais de montagem dos diferentes fabricantes de kits de modelismo. No entanto, é uma prática comum minha e de tantos outros modelistas. Então coloca-se a questão: Porquê lavar os Sprues?

Os kits de modelismo são fabricados em moldes industriais nos quais se injeta plástico a altas temperaturas e pressões. Para facilitar o processo de desmoldagem são utilizados materiais desmoldantes. Ora estes materiais, apesar de raramente se verem, conferem uma camada “gordurosa” aos sprues, que vai dificultar a colagem das peças e a aderência das tintas durante o processo de pintura, ou mesmo o descascamento da tinta após uma aparente boa conclusão do trabalho.

Quando falamos de grandes marcas de fabricantes de kits de modelismo, o risco de encontrar resíduos de desmoldante é menor, daí que a decisão de lavar os sprues é uma questão pessoal e não de metodologia de trabalho. Até porque há quem defenda que o risco de danificar alguma peça durante o processo de lavagem existe e é grande, daí que o custo/benefício seja questionável.

Também existe quem prefira lavar o modelo faseadamente após a conclusão de determinadas fases do processo de montagem alegando que assim para além de remover os resíduos de desmoldante, remove igualmente eventuais gorduras passadas ao kit durante o processo de montagem, nomeadamente gorduras “naturais” de mãos hidratadas.

Pessoalmente, lavo sempre os sprue no inicio de cada projeto e sempre que sinto que há necessidade. Por exemplo, após uma utilização prolongada de lixa de água.

Quais os materiais necessários?

Para realizar a lavagem dos sprues não é necessário nenhum produto em especial. Qualquer produto neutro que realize a função de desengordurar serve, desde um detergente para a louça, roupa ou gorduras difíceis, até mesmo o sabonete liquido para as mãos.

Os restantes utensílios necessários existem em qualquer lar e não carecem de ser comprados propositadamente para a prática de modelismo.

Hobby_23   Hobby_26
Exemplo de alguns detergentes caseiros que poderá usar    Exemplo de alguns utensílios caseiros que poderá usar
Que detergente usar?

Como referimos anteriormente, à partida qualquer detergente que geralmente utiliza na lavagem da louça ou de roupa poderá utilizar na lavagem dos sprues. No entanto se estiver inseguro quanto a ele poder “atacar” o plástico danificando irremediavelmente as peças, ou se o sprue estiver particularmente gorduroso e tiver de utilizar um detergente mais poderoso, sugerimos o seguinte procedimento para ter a certeza que poderá lavar os seus sprues com um determinado produto.

Geralmente os kits de modelismo trazem peças que não irão ser utilizadas. Isto pode acontecer por duas razões principais. Por um lado, existe normalmente a possibilidade de montar versões diferentes do mesmo aparelho e cada uma delas tem peças/particularidades distintas que no final sobraram. Por outro lado, existe sempre a possibilidade de nós mesmos não querermos usar uma determinada peça. Para este exemplo vou usar uma capota que não pretendo utilizar no projeto final. O importante mesmo é arranjar um pedaço de plástico para fazer experiências. Caso seja de todo impossível arranjar uma peça use então um pedaço do sprue.

Hobby_27   Hobby_28   Hobby_29
Observe bem a peça escolhida para identificar possíveis danos originais e que iriam comprometer a experiência.   De seguida coloque a peça num pequeno recipiente e borrife-a com o detergente com que pretende realizar a lavagem das peças.   Depois esfregue a peça com uma escova de dentes. É altamente recomendável a utilização de luvas de proteção.
Hobby_30   Hobby_31   Hobby_32
Dependendo da peça poderá optar antes por lavá-la com um esfregão da louça ou algo similar.   Deixe a peça de molho durante bastante tempo. Assim terá a certeza que o detergente terá tempo de danificar a peça caso reaja com o plástico.   Enxague abundantemente e depois observe atentamente a peça para tentar encontrar eventuais danos causados pela reação com o detergente.

 

Tenha em atenção que podem existir diferenças na composição dos plásticos dos diferentes fabricantes, por isso sempre que tiver dúvidas da reatividade dos plásticos com os agentes de limpeza que pretende utilizar repita este procedimento.

Onde lavar os sprues?

Os sprues devem ser sempre lavados dento de um recipiente como uma bacia ou algo do género e nunca diretamente no lava-louça, lavatórios ou afins, sob pena de ser perderem para sempre eventuais peças que se soltem durante o processo de lavagem.

O processo de lavagem é delicado devido à natureza frágil de algumas das peças, mas não é complicado nem muito diferente de uma qualquer outra lavagem.

Hobby_33   Hobby_34   Hobby_35
Comece por verter um pouco de detergente no fundo de um alguidar ou de uma bacia. Estas deverão ter o tamanho suficiente para que o sprue caiba no seu interior.    Adicione água até ter uma quantidade suficiente para mergulhar todo o sprue. A água nunca poderá ser quente, quando muito ligeiramente tépida sob pena de danificar as peças.   Mergulhe os sprues e deixe em repouso durante algum tempo para que os agentes de limpeza possam atuar com as eventuais gorduras que o sprue contenha.
Hobby_36   Hobby_37   Hobby_38
As peças maiores poderão ser lavadas com um pano ou um esfregão de cozinha mas nunca deverá ser utilizado o lado abrasivo sob pena de riscar as peças.   As peças mais pequenas requerem um maior cuidado, por isso deverá usar uma escova de dentes velha, ou mesmo um pincel.   Aqui está um bom exemplo do que poderá acontecer apesar de todo o cuidado. Uma pequena peça, neste caso um piloto, soltou-se do sprue.
Hobby_39   Hobby_40   Hobby_41
Depois de lavar as peças verifique se não ficou nenhuma peça solta no fundo do recipiente, mas mesmo assim quando o despejar tenha o cuidado de o fazer com um “filtro” no escoador.   Enxague abundantemente para retirar todos os vestígios de detergente. Nesta fase não use água com muita pressão nem sequer água quente.   E já está. Agora é só deixar as suas peças secarem livremente. Não use panos, guardanapos de papel, ou papel de cozinha. Nem exponha a sol direto.

 

Durante o processo de secagem natural das peças que poderá ser bem demorado, aproveite para consultar o esquema de montagem. Este estudo tem duas finalidades principais. Por um lado permite planear as diferentes etapas de montagem já que enquanto algumas partes secam após a colagem, podemos continuar a trabalhar noutras que não colidam com as que estão a secar. Por outro lado permite-nos também selecionar as peças que não iremos utilizar e assim antes de começar-mos a trabalhar, retiramo-las dos sprues e deixamo-las à parte até à conclusão do trabalho. Aconselho a só no final as juntar-mos às restantes que já temos no banco de sobras.

Como secar os sprues?

Está mesmo desejoso de começar a trabalhar neste novo projeto e não quer perder tempo com as secagens. O seguinte processo poderá ser aplicado, mas com muito cuidado, pois se usar calor em demasia ou mantiver o secador demasiado estático sobre uma determinada área, poderá causar sérios danos às peças. O segredo é pouco calor e muito movimento, (do secador, não do sprue).

Hobby_42   Hobby_43   Hobby_44
Este é o procedimento mais correto. A peça completamente assente em cima de uma superfície plana.    Este procedimento poderá ser utilizado desde que a pressão do secador seja muito baixa.    Este procedimento deve ser evitado pois a peça mais afastada da mão não possui qualquer suporte.
Considerações finais

Na minha opinião a fase da lavagem não deveria ser saltada. Admito que é um processo chato e eventualmente potencializador de problemas, mas acredito também que nos permitirá um melhor resultado final no nosso projeto.

Não posso no entanto terminar este tópico sem referir um último pormenor. Devemos lavar sempre os sprues isoladamente, pois existe a séria possibilidade de se soltarem pequenas peças durante esta fase e, se estivermos a lavar várias peças ao mesmo tempo, por um lado aumentamos a probabilidade de isso acontecer e por outro lado diminuímos as probabilidades de identificar facilmente a que sprue pertence a peça que se soltou. Quer ver?...

Hobby_45   Hobby_46   Hobby_47
Neste caso a situação não era complicada. O número da peça está gravado na mesma e no lado não visível após a colagem.   Num pequeno sprue também não é muito complicado. Muitas vezes, devido ao reduzido números de peças, estas são facilmente identificadas.   Mas num grande sprue as peças já não são tão facilmente identificadas e, este da imagem nem é um grande exemplo.

 

 

 


Enquanto as peças secam vamos ver as instruções.

 


 Última atualização da página: 07/09/2018