SITE DEDICADO AO MUNDO DO MODELISMO ESTÁTICO & MILITARIA

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

Rating: 4.1/5 (3716 votos)

ONLINE
1




Partilhe esta Página



 

 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


AJUDE A MANTER ESTE PROJETO

Donativos

 




Total de visitas: 486509
P&H - Douglas DC-3 / C-47 Skytrain
P&H - Douglas DC-3 / C-47 Skytrain

Douglas DC-3 / C-47 Skytrain / Dakota

- Avião de transporte civil / militar - E.U.A. (1936 / 1941) -

Resumo Histórico Especificações Versões & Variantes Principais Utilizadores Historial Galeria Vídeos Profiles Fontes
Descrição Gerais
                   

Douglas DC-3   C-47 Skytrain
Foto: (1) - Douglas DC-3, SE-CFP, operado pela organização sem fins lucrativos "Flygande Veteraner" em outubro de 1989, Estocolmo - Suécia   Foto: (2) - C-47A Skytrain (registo civil N1944A), Cotswold Air Show, aeroporto de Cotswold, Kemble, Gloucestershire, Inglaterra - Junho de 2010

 

     

RESUMO HISTÓRICO


Douglas DC-3

O Douglas DC-3 foi um avião de transporte civil, desenvolvido e produzido pela Douglas Aircraft Company, um pouco antes do início da 2ª Guerra Mundial. Teve um efeito duradouro no setor da aviação comercial tanto nos anos que antecederam esse conflito como nos que se seguiram.

Desenvolvido a partir do Douglas DC-2, tratava-se de um avião bimotor a pistão, de metal, de asas baixas e trem de aterragem retrátil, que realizou o primeiro voo a 17 de dezembro de 1935. O DC-3 era um avião seguro, económico, de fácil e baixa manutenção e podia operar a partir de pistas curtas. Ele dominou a aviação civil nos E.U.A. durante a 2ª Guerra Mundial.

O Douglas DC-3 foi pioneiro em muitas rotas de viagens aéreas, pois podia atravessar os Estados Unidos e possibilitar voos em todo o mundo, transportar passageiros com maior conforto, segurança e rapidez. É considerado o primeiro avião de passageiros capaz de transportar apenas passageiros com lucro.

Após a guerra, o mercado de aviões foi inundado com aviões de transporte militar excedentes e o DC-3 não foi atualizado pela Douglas Aircraft Company devido aos custos. Entretanto, tornou-se obsoleto para operar nas rotas principais onde já operavam aparelhos mais avançados, como o Douglas DC-6 e o Lockheed Constellation, mas o design mostrou-se adaptável e útil e foi adotado em muitos dos aviões que lhe sucederam.

A produção civil do DC-3 terminou em 1942, com 607 unidades fabricadas. As versões militares, incluindo o Douglas C-47 Skytrain (denominado Dakota na RAF) e as versões soviética e japonesa, elevaram a produção total para cerca de 16 000 exemplares. Muitos continuam a prestar serviço numa variedade de funções e alguns aparelhos ainda continuam a voar regularmente.

Douglas C-47 / Dakota

O Douglas C-47 Skytrain ou Dakota (designação RAF, RAAF, RCAF, RNZAF e SAAF) foi um avião de transporte militar, desenvolvido a partir do avião civil Douglas DC-3, e constituiu a espinha dorsal da frota de aviões de transporte de carga e de lançamento de paraquedistas das forças aliadas, durante a 2ª Guerra Mundial.

Durante esse conflito, os C-47 operaram em todas as frentes de batalha, desde a Europa ao Pacífico. Normalmente tinham uma tripulação constituída por 4 elementos, piloto, copiloto, navegador e operador de rádio e podiam transportar até 28 soldados completamente equipados, 14 macas ou cerca de 3 000 quilogramas de carga em voos de curto e médio alcance. Os C-47, durante a 2ª Guerra Mundial, também foram amplamente utilizados como rebocadores de planadores.

O Douglas C-47 foi de tal modo importante para as forças aliada que o General Eisenhower chegou a afirmar que o C-47 tinha sido um dos 4 principais instrumentos na vitória aliada na 2ª Guerra Mundial a par do jeep, da bazuca e da bomba atómica. Após esse conflito, um grande número desses aparelhos participou na ponte aérea de Berlim.

A vida operacional dos C-47 prolongou-se muito para além do fim da 2ª guerra Mundial e permaneceu no serviço da linha de frente com vários operadores militares por muitos anos, sobretudo no Sudeste Asiático, na Coreia, na África do Sul ou em númerosas guerras civis sul-americanas onde foram utilizados como transporte, bombardeiros improvisados e aviões de guerra psicológica na distribuição de panfletos de propaganda.

Também os E.U.A continuaram a aperfeiçoar o C-47 e a atribuir-lhe missões mais específicas como a versão R4D da US Navy especialmente preparada para missões eletrónicas especiais, incluindo contramedidas de rádio, radar e guerra eletrónica, ou uma variante para o lançamento de paraquedistas que foi sujeita a tantas alterações especificas que passou a ser designado por C-53 Skytrooper.

Também a África do Sul levou a cabo um programa de modernização dos seus C-47 equipando-os com motores turboélices.

Ao todo foram produzidas mais de 10 000 unidades do C-47, em numerosas variantes, equipadas com diferentes motorizações e equipamentos. Só a R.A.F. - Royal Air Force utilizou cerca de 2 000 desses aviões. Assim, no fim da 2ª Guerra Mundial, o mercado foi inundado por uma grande oferta de aparelhos que foram principalmente adquiridos por pequenas empresas aeronáuticas recém-fundadas ou por forças aéreas de países emergentes da nova reorganização geopolitica mundial.

 

Douglas DC-3   Douglas C-47
Esquema B&W: (3) - Douglas DC-3 - 3 vistas   Esquema B&W: (6) - Douglas C-47 - 3 vistas

 


ESPECIFICAÇÕES


DESCRIÇÃO

País de origem Fabricante
E.U.A. Douglas Aircraft Company
Tipologia de missão / Função
DC-3 - Avião de transporte civil
C-47 - Avião de transporte militar / Rebocador de planador / Bombardeiro / Propaganda / Ambulância
Projeto antecedente Desenvolvido em
DC-3 - Douglas DC-2
C-47 - Douglas DC-3
C-47 Skytrain
Douglas XCG-17
Douglas AC-47 Spooky
voo Introduzido
DC-3 - 17 de dezembro de 1935
C-47 - 23 de dezembro de 1941
DC-3 - 1936 com a American Airlines
C-47 - 1941
Período de produção Aposentado
DC-3 - 1936 – 1942 e 1950
C-17 - 1943? - 1945?
 
Design Quantidade produzida
  DC-3 - 607 aparelhos
C-47 - 10 174 Aparelhos
Custo unitário Variantes
DC-3 -US$79,500 (US$1,367,516 em 2014) Várias - Consultar aqui
Período histórico
2ª Guerra Mundial

CARACTERÍSTICAS GERAIS - DC-3

Comprimento Envergadura Altura Superfície alar
19,60 m (64,3 ft) 28,95 m (95,0 ft) 4,90 m (16,1 ft) 90,80 m² (977 ft²)
Peso vazio Peso carregado Peso máximo à descolagem Teto máximo
7 700 kg (17 000 lb) 11 430 kg (25 200 lb) 14 980 kg (33 000 lb) 7 100 m (23 300 ft)
Velocidade Máxima (Vno) Velocidade de cruzeiro Autonomia bélica Autonomia (MTOW)
370 km/h (200 kn)   333 km/h (180 kn)  Km 3 420 km (2 130 mi)
Regime de subida Carga alar Potência/Peso Alongamento
5.7 m/s  Kg/m2  kW/Kg 9.2
Tripulação / Capacidade
2 tripulantes + 21 a 32 passageiros
Motorização
2 motores Wright R-1820 Cyclone de 9 cilindros radiais a pistão ou
2 motores Pratt & Whitney R-1830-92 Twin Wasp, de 14 cilindros radiais a pistão de duas fileiras
Hélices
Hélices de 3 pás de velocidade constante
Armamento / Carga bélica
Desarmado

CARACTERÍSTICAS GERAIS - C-47B-DK

Comprimento Envergadura Altura Superfície alar
19,43 m (63,70 ft) 29,11 m (95,60 ft) 5,18 m (17,0 ft) 91,70 m² (987 ft²)
Peso vazio Peso carregado Peso máximo à descolagem Teto máximo
8 226 kg (18 100 lb)   11 793 kg (26 000 lb) 14 061 kg (31 000 lb) 8 045 m (26 400 ft)
Velocidade Máxima (Vno) Velocidade de cruzeiro Autonomia bélica Autonomia (MTOW)
360 km/h (224 mph, 194 kn) a 3 000 m 257 km/h (139 kn) 2 575 km (1 600 mi, 1 400 nmi) 5 795 km (3 600 mi, 3 100 nmi)
Regime de subida Carga alar Potência/Peso Alongamento
m/s 128 Kg/m2 0,1522 kW/Kg 9.4
Tripulação / Capacidade
4 tripulantes (piloto, copiloto, navegador e operador de rádio) + 28 soldados ou 14 macas ou uma carga útil de 2 700 kg (5 950 lb)
Motorização
2 motores a pistão radiais Pratt & Whitney R-1830-90C Twin Wasp de 14 cilindros com uma potência por motor de 1 200 cv/hp (895 kW) 
Hélices
Hélices de 3 pás de velocidade constante
Armamento / Carga bélica
Desarmado

VARIANTES E VERSÕES


DC-3
- Avião de transporte civil - 
Versão inicial civil
 
C-47 (Dakota I)
- Avião de transporte militar -
Versão militar inicial do DC-3
 
R4D
- Avião de transporte militar -
Versão naval do C-47
 
C-47A (Dakota III)
- Avião de transporte militar -
Aparelhos com sistema elétrico de 24 V ao invés do original de 12 V
 
C-47B (Dakota IV)
- Avião de transporte militar -
Aparelhos equipados com motores R-1830-90 e capacidade extra de combustível, permitindo voo de rotas China-Burma-Índia
 
C-47D
- Avião de transporte militar -
 
C-48 a C-52
Inúmeras variações militares do DC-3 que entraram em serviço
 
C-53 (Dakota II)
Versão para passageiros e paraquedistas
 
Showa L2D
Cópia do DC-3, construída sob licença no Japão
 
Lisunov Li-2
Cópia do DC-3, construída sob licença na União Soviética
 
Super DC-3
- Avião de transporte civil -
Versão civil aperfeiçoada, com maior capacidade de carga e com uma nova asa
 
R4D-8 (posteriormente denominado C-117D)
Versão militar naval do Super DC-3.
 

PRINCIPAIS UTILIZADORES


Alemanha Argentina Austrália Bélgica Benin Brasil Canadá E.U.A. França Reino Unido
Polónia
Japão Polónia Portugal Uruguai Bolívia China Dinamarca Espanha Itália Noruega
Biafra Bangladeche Burma Camboja Chade Chile Colômbia
Rep do Congo R.D. Congo Cuba
Checoslováquia Dinamarca Rep Dominicana Equador Egito El Salvador Etiópia Finlândia Grécia Guatemala

HISTORIAL


O Douglas DC-3 foi um avião bimotor desenvolvido para uso civil que, ao introduzir novos padrões de velocidade e de comodidade, revolucionou o transporte aéreo de passageiros nas décadas de 1930 e 1940.

A partir dele foi desenvolvido uma versão militar que se denominou Douglas C-47 Skytrain que se tornou, muito possivelmente, no mais famoso avião de transporte de todos os tempos. Foi de tal forma utilizado e importante durante a 2ª Guerra Mundial que o General Eisenhower chegou a afirmar que o C-47, a par do jeep, da bazuca e da bomba atómica, foi um dos quatro principais instrumentos da vitória dos aliados nesse conflito.

O C-47 realizou o seu primeiro voo em 1941 e a partir de 1942 converteu-se no avião de transporte e lançador de paraquedistas padrão da USAAF. Esta foi o seu principal operador e foi também nessa altura que “ganhou” a designação de Skytrain.

O C-47 podia transportar cargas até 4 toneladas, 14 macas para evacuação de feridos ou 28 paraquedistas.

Durante a 2ª Guerra Mundial foram construídos mais de 10 000 aparelhos. A este número há que acrescentar mais de 7 000 aparelhos construídos na União Soviética sob licença da Douglas com a designação de Lisunov Li-2 . No entanto, como oficialmente nesse país se tratava de um avião construído sob licença, a sua importância foi sempre diminuída aos olhos da imprensa soviética, que normalmente divulgava números entre as 2 000 e as 2 800 unidades produzidas.

A RAF foi a principal operadora aliada do C-47 onde chegaram a operar cerca de 2 000 aparelhos que tomaram a designação de Dakota.

Durante a 2ª Guerra Mundial, os C-47 foram utilizados em todas as frentes. No entanto, após esse conflito, o avião continuou em uso e foi amplamente utilizado por um grande número de forças aéreas, tanto em operações civis, como militares. Militarmente combateram na África do Sul, em numerosas guerras civis sul-americanas e no Sudeste Asiático onde foram utilizados como transporte, bombardeiros improvisados e aviões de guerra psicológica (distribuição de panfletos de propaganda).

Após a 2ª Guerra Mundial os Estados Unidos da América continuaram a atualizar os seus C-47. Uma versão, denominada R4D, foi desenvolvida para a US Navy especificamente para missões electrónicas especiais, incluindo as contramedidas de rádio e de guerra electrónica. Mas também outros países apostaram na modernização dos seus aparelhos equipando-os, por exemplo, com turboélices.

Aviões de comparável missão, configuração e época

Lisunov Li-2
Armstrong Whitworth Albemarle CurtissC-46 Commando Junkers Ju 52/3m Lisunov Li-2

GALERIA


Douglas DC-3
 
(4) - Douglas DC-3 (TG-NPK)da Icelandair no aeroporto de Reykjavik (RKV), Islândia, 27 de agosto de 2017   (5) - DC-3-228 Tabitha Mae NC33611, descolando do Aeroporto Municipal de Frederick durante o Fly-In da AOPA de 2019, Frederick, Maryland, EUA 
     
Douglas C-47 Skytrain / Dakota
 
(7) - C-47 Skytrain - Duxford D-Day Show 2014   (8) - Douglas C-47D Skytrain, USAF
     

VIDEOS


Douglas DC-3
 
     
Douglas C-47 Skytrain / Dakota
 
     

PROFILES


   
Douglas DC-3 - TWA "The Lindbergh Line” - 1938
     
   
Douglas DC-3 - (M.M. 60520, I-EMOS) pertencente ao 149º Gruppo Autonomo T (Nucleo Comunicazioni Ala Littoria) que operou, a partir de 1940, com pilotos militares no aeroporto de Roma-Urbe
     
   
Douglas C-47A Skytrain - 94º Esquadrão, 439º Grupo de Transportadores de tropas, Nona Força Aérea, USAAF - Operação "Overlord" - 6 de junho de 1944 - Piloto: Charles H. Young
     
   

Douglas C-47A Skytrain - "Buzz Buggy", baseado em Membury em Berkshire, Inglaterra desde 1944 - 81ª Esquadrilha de Transporte de tropas, 436º Grupo de Transportadores de Tropas - participou nos ataques aéreos na Normandia, sul de França, Holanda e Alemanha. Em 1950, após uma brilhante carreira na USAAF, o avião foi transferido para a Força Aérea Uruguaia e registado como G4-510 sendo abatido ao serviço em 1959 na sequência de um acidente nesse ano.

     

INFORMAÇÃO ADICIONAL / FONTES


Sites e Blogs - DC-3
Wikipedia-Pt Wikipedia-Eng
Sites e Blogs - C-47 Skytrain
Wikipedia-Pt Wikipedia-Eng 
   
Bibliografia - Livros
Aviões de Guerra Aviões - Tecnologia de ponta e mobilidade
Bibliografia - Revistas
 
Airfix Model World - Issue 43 - 06/2014  
Créditos Fotográficos e outros
(1) - Towpilot, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
(2) - Arpingstone, Public domain, via Wikimedia Commons
(3) - MMK-DrawCC BY-SA 4.0, através da wiki Wikimedia Commons
(4) - Photo: Gordon Leggett / Wikimedia Commons
(5) - Acroterion, CC BY-SA 4.0, através da wiki Wikimedia Commons 
(6) - MMK-Draw, CC BY-SA 4.0, através da wiki Wikimedia Commons
(7) - Airwolfhound, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
(8) -  This work is in the public domain

  


Última atualização da página: 31/03/2022