Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

Rating: 4.1/5 (2856 votos)

ONLINE
3




Partilhe esta Página



 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


AJUDE A MANTER ESTE PROJETO

Donativos


click here


Total de visitas: 353539
7 - O corte das peças
7 - O corte das peças

7ª Parte - O CORTE DAS PEÇAS

 

 

Nesta página será analisado tudo o que tem a ver com o corte (Separação) das peças dos sprues


Materiais básicos de corte

Já escolhemos o nosso kit, já realizámos pesquisa sobre ele, já lavámos os sprues e consultámos atentamente as instruções. Vamos começar finalmente a trabalhar no nosso projeto…

Vamos iniciar a fase de montagem propriamente dita do kit de modelismo e esta começa pela separação das peças dos sprues e a preparação destas para a colagem.

Para o corte das peças em que iremos trabalhar seguindo a sequência do manual de instruções de cada kit iremos, numa fase inicial/básica, necessitar de simples ferramentas tais como:

   
Alicate grande e alicate elétrico   Corta unhas   Alicate de modelista

 

O alicate (grande) pode ser usado para separar do sprue peças grandes ou para ir cortando partes do sprue que já não interessam. Para peças pequenas aconselhamos a utilização de alicates elétricos ou mesmo de corta unhas pois permitem a execução de cortes mais “limpos” e precisos. O ideal mesmo seria a utilização do chamado alicate de modelista, mas estes são mais caros e só se conseguem adquirir em lojas da especialidade ou comprando pela internet. No entanto, para inicio, não é forçoso que os possua.

   
X-actos   Lâminas de corte   Bisturi

 

Os X-actos e as lâminas de corte são utilizados sobretudo para peças já separadas dos sprues. Os bisturis são sobretudo usados para a remoção de peças delicadas dos sprues.

Atualmente, todos estes materiais são de relativa fácil aquisição. Podemos recorrer a lojas de bricolage e decoração, a lojas de produtos médicos, a lojas de modelismo ou a lojas on-line. No entanto, caso se esteja a iniciar neste hobby não necessita logo à partida de todos estes materiais pois conseguirá realizar a maioria dos cortes com materiais básicos que tem, por certo, em casa como x-atos e corta-unhas. Com o passar do tempo e com a consequente procura de eficácia e rigor por certo a panóplia de materiais começará, paulatinamente, a aumentar.

Sequência do corte

Os procedimentos relativos ao corte de peças de plástico dos kits de modelismo seguem basicamente a mesma sequência:

  1. Identificação da peça a separar dos sprue;   Link
  2. Estudo dos pontos de contacto com o sprue;   Link
  3. Estudo da melhor abordagem para o corte;   Link
  4. Corte;   Link
  5. Eliminação do plástico remanescente;   Link
  6. Uniformização/homogeneização das superfícies;   Link
  7. Identificação das peças (se necessário) - para o caso de o número não constar na própria peça, colocar numa parte não visível;   Link
  8. Acondicionamento se necessitar de outras peças para continuar os trabalhos;   Link
  9. Colagem.   Link

 

Identificação da peça a separar dos sprues

É necessário ter muita atenção na identificação das diferentes peças já que existem muitos casos em que são muito idênticas entre si e podem condicionar uma correta evolução dos trabalhos se forem mal selecionadas.

Deve ainda ter em atenção que não se deve fixar unicamente no número da peça já que muitos fabricantes para além de utilizarem o sistema numérico, também utilizam letras ou símbolos para identificar os diferentes sprues.

Estudo dos pontos de contacto com o sprue
   
Figura 1   Figura 2   Figura 3
1 único ponto de contacto   Vários pontos de contacto   Ponto de contacto sensível

 

Figura 1

Quando existe um único ponto de contacto com o sprue, a sequência de corte é logica pois é única. No entanto, a existência de um único ponto de contacto entre a peça e o sprue não significa que o corte é mais simples ou que se possa facilitar sendo necessária uma abordagem correta ao corte.

Figura 2

Quando existem múltiplos pontos de corte podem ocorrer duas situações distintas. Por um lado todos eles apresentarem igual nível de dificuldade/fragilidade. Nestes casos sugiro que comecem sempre por aquele que é de mais difícil acesso (geralmente os mais interiores) e deixar os de mais fácil acesso para o fim.

Ou então podem existir peças com diferentes graus de dificuldade/fragilidade. Nestes casos, deve optar sempre por começar pelos que estão em contacto direto com as partes mais sensíveis da peça, ou seja, deve começar por aqueles que mais facilmente possam quebrar a peça se esta for sujeita a pressões inerentes ao próprio corte.

Figura 3

As peças pequenas, muito finas ou frágeis são as mais difíceis de separar do sprue e as que requerem (sempre) um cuidado extra sobre pena de se danificarem seriamente.

Em modelismo tudo é suscetível de ser substituído e reparado, mas se tivermos uma correta abordagem e cuidado na separação destas peças dos sprues, podemos poupar muito trabalho e chatices.

Estudo da melhor abordagem para o corte

Texto

Corte

 

Texto

 

Eliminação do plástico remanescente
 
Uniformização/homogeneização das superfícies
         
Limas de unhas e limas de metal   Lixas de água   Limas de modelismo

 

Identificação das peças (se necessário) - para o caso de o número não constar na própria peça, colocar numa parte não visível
 
Acondicionamento se necessitar de outras peças para continuar os trabalhos
 
Colagem
 
 

 


Enquanto as peças secam vamos ver as instruções.

 


 Última atualização da página: 17/03/2019