Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sondagem
Qual a sua área de modelismo preferida?
Militar aéreo
Militar terrestre
Militar naval
Civil aéreo
Civil terrestre
Civil naval
Ficção
Outro
Ver Resultados

Rating: 4.1/5 (2888 votos)

ONLINE
2




Partilhe esta Página



 

PARCERIA


Os administradores deste site aceitam propostas de parceria para análise.

 


AJUDE A MANTER ESTE PROJETO

Donativos


click here


Total de visitas: 363045
Caixa para pincéis
Caixa para pincéis

 

Quando se dedica algum tempo ao modelismo estático começa-se a sentir a necessidade de organizar os pincéis que usamos. São 4 as razões principais:

1 – Para os termos sempre à mão e de fácil acesso;

2 – Para os termos organizados por tamanhos;

3 – Para os termos organizados por tipologia (Curvos ou planos, …)

4 – Para os termos separados por tipologia de usos já que não devemos misturar pincéis para usar com acrílicos com pincéis para usar com óleos ou outros tipos de utilização.

 

Como nunca encontrei no mercado um recipiente para colocar os meus pincéis que me agradasse, ou aqueles que até gostava considerava excessivamente caros, decidi construir a minha própria caixa de pincéis.

De seguida fica um guia, passo a passo, que mostra como é que com um investimento relativamente pequeno podemos construir uma caixa à medida das nossas necessidades e completamente personalizada.

O material base que usei na construção da minha caixa de pincéis foi o cartão maqueta. Sinceramente não sei se é este o nome correto para ele, mas é de fácil compra em grandes superfícies comerciais ou em lojas como a Staples.

 

Caixa para pincéis_01 Caixa para pincéis_02
Figura-01 Figura-02

Na figura 1 é possível ver 3 dos principais painéis. Um traseiro e dois laterais. Na imagem não se vê muito bem, mas no painel traseiro foram “desenhadas” 3 marcas equidistantes dado que idealizei a minha caixa para 3 situações distintas: I - Para pincéis para uso com acrílicos, II - Para pincéis para uso com óleos e III – Para pincéis de usos diversos.

Nos painéis das laterais também foram “desenhadas” 3 marcas equidistantes porque idealizei 3 disposições distintas para os meus diferentes pincéis: I – Pincéis grandes, que ficaram atrás pois geralmente têm um cabo maior; II - Pincéis médios que ficaram ao meio da caixa e III - Pincéis pequenos que ficaram na parte mais frontal da caixa.

Na figura 2, é possível ver uma fase inicial da montagem da caixa já com o painel do fundo. Este, tal como os restantes painéis, foi previamente marcado com as linhas orientadoras para a continuação da construção da caixa.

Todos os painéis foram colados e reforçados com alfinetes por forma a que a estrutura final seja mais resistente. Por falar em painéis, também é necessário alertar que o tamanho destes não é aleatório. Eles foram cortados tendo por base o tamanho médio dos meus diferentes pincéis.

 

Caixa para pincéis_03 Caixa para pincéis_04
Figura-03 Figura-04

Na figura 3, é possível ver a parte mais traseira da caixa já praticamente concluída. Se virem com atenção, verificam que existem aí 3 compartimentos principais e, dentro de cada um deles, dois compartimentos mais pequenos. Isto aconteceu propositadamente pois, por exemplo, dentro do compartimento dos pincéis grandes para uso em acrílicos quero-os separados por planos e curvos.

Ainda relativamente a essa figura é possível verificar que o compartimento relativo aos pincéis médios está em construção, mas como os cabos desses pincéis é mais pequeno que os cabos dos pincéis grandes, tive necessidade de fazer uma espécie de “batente” para impedir que os pincéis fossem até ao fim da caixa e assim ficassem de acesso limitado.

Na figura 4, é possível ver o compartimento dos pincéis médios praticamente concluído. Também aí contemplei compartimentos para pincéis planos e curvos. Neste caso não necessitei de aplicar “batentes” pois após a realização de testes prévios vi que os compartimentos tinham um tamanho correto tendo em conta o tamanho dos cabos dos pincéis pequenos.

 

Caixa para pincéis_05 Caixa para pincéis_06
Figura-05 Figura-06

Na figura 5 é possível ver a nossa estrutura base praticamente concluída. Esteticamente, não gostei das junções e por isso apliquei pequenos pedaços de cartolina (figura 6) que, além de melhorarem o aspeto final, ainda têm a vantagem de reforçar um pouco a caixa.

 

Caixa para pincéis_07 Caixa para pincéis_08
Figura-07 Figura-08

Figuras 7 e 8 – Concluída a fase de montagem, veio a fase de dar um aspeto mais bonito à caixa de pincéis. Optei por pintá-la de preto. Depois da tinta bem seca apliquei alguns autocolantes e decalques que posteriormente cobri com verniz transparente para uniformizar e impedir a descolagem dos mesmos.

Gostei do resultado final! Uma caixa de pincéis completamente personalizada, mas acima de tudo, muito prática e funcional (e ainda barata). Já a tenho há pelo menos 10 anos e continua “para as curvas”.

Fica aqui uma imagem da minha caixa de pincéis na minha bancada de trabalho. Conforme podem ver acabei também por colar algumas etiquetas informativas relativas à tipologia de pincel.

Podem também verificar que a maioria dos pincéis se encontra no compartimento da direita. Isso acontece porque são os pinceis para uso diverso ou em “fim de vida” e que já não utilizo para trabalhos mais delicados.